segunda-feira, 27 de setembro de 2010

ATLS - Suporte avançado de vida no trauma




AVALIAÇAO E ATENDIMENTO INICIAL - Aula 1




O tratamento de uma pessoa vítima de trauma grave requer avaliação rápida das lesões e instituição de medidas terapêuticas de suporte de vida. Essa avaliação inicial inclui:


1 - Preparação;
2 - Triagem;
3 - Exames preliminares (A,B,C,D,E);
4 - Reanimação;
5 - Medidas auxiliares ao exame primário;
6 - Exame secundário (da cabeça aos pés) e história;
7 - Medidas auxiliares ao exame secundário;
8 - Reavaliação e monitoração contínua após a reanimação;
9 - Cuidados definitivos.

1 - Preparação

Primeiro: durante a fase pré-hospitalar todos os eventos devem ser coordenados em conjunto com os médicos da unidade hospitalar que irá receber o doente. Segundo: durante a fase hospitalar, devem ser feitos os preparativos necessários para facilitar a reanimação do doente traumatizado.

2 - Triagem:

É a classificação do doente de acordo com o tipo de tratamento necessário e os recursos disponíveis.

Vítimas múltiplas:

O número de doentes e a gravidade das lesões não excedem a capacidade de atendimento do hospital. Nesta situação, os doentes com risco de morte iminente e os com traumatismos multissistêmicos serão atendidos primeiro.

Situações de desastre:

O número de doentes e a gravidade das lesões excedem a capacidade de atendimento do hospital e da equipe. Nesta situação, os doentes com maior probabilidade de sobrevida, cujo atendimento implica em menor gasto de tempo, de equipamentos, de recursos e de pessoal, serão atendidos primeiro.

3 - Exames Primário A,B,C,D,E):

A - Vias aéreas com proteção da coluna cervical

B - Respiração e ventilação

C - Circulação com controle de hemorragia

D - Incapacidade, estado neurológico

E - Exposição/controle de ambiente: despir completamente o doente, mas prevenindo a hipotermia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário